Experimentos de Eletrostática

Trago hoje dois experimentos bem interessantes de eletrostática do canal do Youtube “Manual do Mundo”. O primeiro vídeo é o fenômeno chamado levitação eletrostática. O princípio básico observado é a eletrização por atritoAgradeço ao Guilherme por essa dica. Vejamos:

O outro experimento do mesmo canal é a chamada Garrafa de Leyden:

Segundo Antônio Carlos Moreirão de Queiroz, Professor do COPPE da UFRJ, “A ‘garrafa de Leyden’ e um tipo de capacitor de alta tensão de uso comum em eletrostática. Na forma usual atualmente (últimos 200 anos…), Consiste em um pote cilíndrico de material altamente isolante, com uma folha metálica fixada por for fora e outra fixada por dentro. Um terminal atravessando a tampa do pote faz contato com a folha interior, e um anel metálico faz contato com a folha exterior, constituindo assim os dois terminais do capacitor'”.
FONTE: www.coe.ufrj.br/~acmq/leydenpt.html

 

Por Que Balançamos os Braços ao Caminharmos?

Aqueles que praticam corrida, ou simplesmente caminham, percebem que balançamos os braços involuntariamente quando desempenhamos esse movimento. Fisicamente sabemos que esse movimento auxilia no equilíbrio, mas seria o único motivo? Em noticia no Science Magazine, Hassan DuRant explica:

Muitos de nós balança os braços quando corremos, mas por quê? Os cientistas sabem há um benefício mecânico para o movimento: os braços balançando contrabalançam o momentum das pernas de uma pessoa, proporcionando estabilidade ao corredor. Não era certeza, contudo, se esse movimento economiza energia. Em estudo recente, pesquisadores compararam o custo energético ao correr em quatro posições diferentes. O experimento observou o consumo de oxigênio e produção de dióxido de carbono de 13 indivíduos durante a execução. Reportado esta semana no The Journal of Experimental Biology, a equipe conclui que balançando os braços se utiliza 3% menos energia do que manter as mãos atrás das costas, 9% menos energia do que dobrando os braços sobre o peito, e 13% menos energia do que correr com suas mãos acima da cabeça. O estudo observa que a força muscular utilizada, mantendo os braços em posições incomuns podem contribuir para alguns dos custos de energia extra.

FONTE: news.sciencemag.org/biology/2014/07/why-you-should-swing-your-arms-when-you-run

O Sol visto a partir dos Planetas

Como veríamos o Sol na superfície dos planetas do sistema solar? A respostas está na figura abaixo. Pra quem está em dúvida sobre qual planeta é qual, da esquerda para a direita temos: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.

Como o Sol é visto nos planetas do Sistema Solar.

Como o Sol é visto nos planetas do Sistema Solar.

Reparem que, em Netuno, o Sol seria visto como uma estrela para nós. Plutão, como foi amplamente divulgado alguns anos atrás, foi rebaixado a planeta anão. O Sol visto de sua superfície seria ainda menor que em Netuno!

Crédito da Imagem: IFL Science – www.iflscience.com